Sociedade Civil Cabo Verdiana forma-se para poder conhecer métodos e ferramentas de monitoria do OGE e técnicas do inquérito do orçamento aberto


Entre os dias 30 de Outubro a 3 de Novembro, foi realizada na cidade da Praia, na Plataforma das ONG de Cabo Verde, das 9 às 16 Horas, a formação em matéria de “monitoria do processo orçamental e realização de inquérito orçamento aberto”, destinada a cerca de 30 dirigentes e responsáveis das Organizações da Sociedade Civil (OSC) de Cabo Verde. DSCF4124

Esta formação foi organizada pelas OSC - Plataforma das ONG, Ordem Profissional de Auditores e Contabilistas Certificados (OPACC) e a Associação para a Defesa do Consumidor (ADECO) e é apoiada pelo Pro PALOP-TL ISC no âmbito do Plano de atividades acordado entre o Projeto e a sociedade civil para a monitoria social das finanças públicas.

A formação em monitoria do OGE ao longo do ciclo e realização do inquérito orçamento aberto pretende reforçar a capacidade dos dirigentes e responsáveis das OSC em matéria da monitorização ao longo do ciclo orçamental, bem como sobre o Inquérito Orçamento Aberto (IOA) que inclui a produção de relatórios em linha com a metodologia standard do IBP e do Pro PALOP-TL ISC.

Na abertura da formação estiveram presentes os representantes da ADECO, António Pedro Silva, da OPACC, José Mário Sousa, da Plataforma das ONG’s, Eveline Figueiredo, do Pro PALOP, Ricardo Gomes e da União Europeia, Ramón Leon financiador do Projeto.
A formação será ministrada pelo consultor e formador Sérgio Calunduto de Angola. A formação visa capacitar as OSC a ter um melhor controlo sobre os gastos públicos através da monitorização do orçamento.

Áreas de interesse